Observadores presentes no Hot Blade 2021

O Hot Blade 2021 conta, além dos países participantes, com outras quatro nações que enviaram observadores para Portugal, são eles a Suíça, Itália, Eslováquia e Sérvia.

Os observadores têm o objetivo de ver como tudo se processa, desde a organização, ao treino das tripulações, o processo de planeamento e como todas as nações colaboram nesse processo em conjunto, com o intuito de também eles melhorarem os seus processos e aumentarem a interoperabilidade das suas forças.

Para o observador que viajou desde Itália, “trazer observadores aos exercícios é uma forma de manter o vínculo com a organização e é muito importante estarmos conectados e integrados”.

Já o observador Suíço elogia o exercício afirmando que “foi o melhor lugar para encontrar as pessoas certas, na hora certa e com isso capturar uma ótima imagem para uma preparação adequada numa futura participação suíça”.

Os observadores participantes têm assim o propósito de “descobrir tudo que for possível para obter o máximo de informações para que seja mais fácil a preparação para uma futura participação num dos exercícios organizados pela Agência Europeia de Defesa”, conclui o observador Sérvio.